terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Bookaholic com Pipoca. _3

-->
Olá!!
Como prometido vai um post com as resenhas e opiniões sobre “A última música”. 


                            Usei da ordem que eu prefiro: Filme e depois livro.



Amei o filme, mas senti falta de algumas explicações o que me deu mais vontade de ler, e como havia concluído, o livro trouxe explicações para muitas coisas tornando a historia ainda mais especial.
É uma historia que fala do amor nas suas mais variadas formas: Pais e filhos, Primeiro amor, Amizade, Marido e mulher, Homem e natureza... A historia tem seus momentos bem tristes, mas o que não é a vida real, não é mesmo?
Existem passagens lindas e emocionantes, a cada capitulo uma emoção, uma reflexão. Quem gostar e tiver a oportunidade de ler, eu super recomendo. E para quem só assistiu o filme e gostou, não podem deixar de ler e saber detalhes que fazem toda a diferença. Outro assunto bem abordado é a questão do Perdão, você acaba de assistir e de ler e se pergunta: Eu sou capaz de perdoar, assim de verdade?


É isso...
Sou fã do Nicholas Sparks e quero ler todos os livros dele, pena que não tem todos aqui no Brasil, mas os que tem já comprei e estão aqui para ler, conforme eu for lendo vou escrevendo aqui para vocês.

Segue as sinopses:

Filme: Baseado no último livro do escritor best-seller Nicholas A ÚLTIMA MÚSICA é ambientado em uma pequena cidade praiana do sul, onde um pai afastado (Greg Kinnear) tem a chance de passar o verão com sua relutante filha adolescente (Miley Cyrus), que preferia estar em casa, em Nova York. Ele tenta se reaproximar dela através da única coisa que eles têm em comum - a música - em uma história sobre família, amizade, segredos e salvação, e também sobre primeiros amores e segundas chances.

Livro: Verônica Miller teve sua vida virada de cabeça para baixo quando seus pais se divorciaram e seu pai se mudou de Nova Iorque para Wilmington Beach. Três anos depois, ela continua zangada e alienada em relação aos seus pais, especialmente seu pai... até que sua mãe decide que seria melhor para todo mundo se Ronnie e seu irmão, Jonah, passassem o verão em Wilmington Beach. O pai de Ronnie, pianista e ex-professor, vive uma vida tranquila na cidade de praia, imerso na criação de um vitral para a igreja local. O conto se transforma em uma história inesquecível sobre o amor em suas diversas formas — o primeiro amor, o amor entre pai e filho — que mostra, de uma forma que só um romance de Nicholas Sparks é capaz, as diversas formas que um relacionamento pode quebrar nossos corações... e curá-los.


 
A Cruz de Malta no coração: 

Parece que a casa foi arrumada e que a vontade e os resultados estão de volta, ganhamos os dois últimos jogos e fechamos com uma goleada histórica. Agora é manter o trabalho, alguns reforços já foram anunciados e pode ser que cheguem mais, é o que esperamos. Amanhã começa a Copa do Brasil e temos que partir para cima para eliminarmos o jogo de volta. Vamos Vasco!! #VoltaJuninho.



 

Respondendo:


. Mayara – O livro é todo perfeito mesmo! Saudações Vascaínas para você e para sua irmã, o Vasco é mais que um clube é minha paixão!
. Vanessa – Obrigada!
. Lidiane – É que deixei para por a capa nesse post de hoje.


Luz e Paz. 
Bjins :P

sábado, 5 de fevereiro de 2011

Trechos Tipo Thatá. _2

-->
Olá!


Hoje vou postar um trecho do livro q acabei de ler essa semana, e depois faço um post completo sobre o livro, que eu amei!


"A vida, entendeu, era bem parecida com uma música.
No começo, há mistério,
E no final confirmação,
Mas é no meio q reside a emoção e faz com q a coisa toda valha a pena."

                                                                A ultima música

 
A Cruz de Malta no coração:

Anda difícil falar alguma coisa, mas coisas estão sendo feitas se certas ou não só o tempo dirá... mas vamos continuar torcendo e tendo fé, porque o sentimento não pode parar!

-->
Luz e Paz.
Bjins :P
 




terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

É hora de pipoca. _5

-->
Olá!!
Não tenho postado aqui tanto como eu gostaria, mas não me importo, tenho um carinho enorme por esse blog.



Hoje o assunto é filme, alguns desenhos da minha infância, estão retornando as salas de cinema em forma de desenho, no fim de semana fui assistir Zé Colmeia com uma amiga e meu sobrinho.

Achei a historia fraquinha, mas o filme é fiel as características principais do desenho, o que me fez voltar no tempo através das lembranças. Essa mistura de desenho e filme costuma funcionar muito bem, nesse caso de desenhos antigos tem tudo para dar certo! O filme não é ruim, só tem uma historia fraquinha, mas pensando no publico alvo, ele é perfeito! Rsrsrs.

Estão previstos ainda para esse ano a estréia de Rabid Rider, o famoso BipBip e Os Smurfs, esse segundo confesso estar curiosa para assistir, eu adorava o desenho.



Sinopse: Zé Colmeia – O filme
O parque Jellystone tem perdido clientes, o que leva o ganancioso prefeito Brown a tentar fechar o lugar e vender a terra. Além dos prejuízos para os turistas, Zé Colmeia e Catatau correm o risco de perder sua casa! Para que isso não aconteça, Zé Colmeia e Catatau vão unir forças com o seu outrora arqui-inimigo, o Guarda Chico, para salvar o parque.

Falando em filmes, agora tenho também um organizador de filmes, tipo aquele de livros que citei no post passado, minha página lá é: http://filmow.com/usuario/quequelvascaina/


 
A Cruz de Malta no coração: 

A crise está mais que estalada, e agora é hora de sair dela. Usar o fundo do poço como trampolim para a saída do mesmo, tenho fé, esperança e muito Amor que logo isso acontecerá. 
Meu desabafo sobre a crise, na minha coluna no Blog BOSNP: http://vascaominhapaixao.blogspot.com/2011/01/desabafando.html

 

Respondendo:

 
. Rachel Lima – Viciada não, apaixonada! Rs
. Rachel Rap – Obrigada mesmo pelas palavras! Como você disse não sabemos quem precisara amanhã, então temos que fazer o que podemos sempre pelo próximo.

Luz e Paz. 
Bjins :P