quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Datas Comemorativas - Ano novo. _1


Olá Amigos,

Último dia do ano de 2009, e eu não poderia deixar de escrever aqui.
Confesso que não vejo a hora desse ano acabar.
Hoje é dia de fazermos aquele balanço de todos os anos e tirar dos erros o aprendizado e dos acertos o exemplo. Façamos isso com o coração aberto e que em 2010 possamos ter um balanço ainda melhor.

Espero estar com vcs aqui mais vezes.




A cruz de Malta no coração.

Que nesse novo ano que chega traga ao nosso grande Clube da Colina ainda mais garra, vontade, sorte, sucesso, dedicação e trabalho. A nossa amada torcida desejo ainda mais criatividade, felicidade e paz. Que o nosso sentimento só aumente, e juntos faremos do nosso amor combustivel para a felicidade. Um belissimo ano ao Clube de Regatas Vasco da Gama.
Até o ano que vem.
Luz e Paz.
Bjins :P

segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Bookaholic de carteirinha. _2

Olá Amigos,
Tem um vídeo circulando na internet que tem um texto bastante interessante sobre a leitura, eu particularmente adoro ler e os livros que li ou que estou lendo no momento dariam interessantes post aqui no blog, mas fica para a próxima postagem. Hoje vou postar o vídeo que citei acima.



“A pensar fundo na questão, eu diria que ler devia ser proibido.

Afinal de contas, ler faz muito mal às pessoas: acorda os homens para realidades impossíveis, tornando-os incapazes de suportar o mundo insosso e ordinário em que vivem. A leitura induz à loucura, desloca o homem do humilde lugar que lhe fora destinado no corpo social. Não me deixam mentir os exemplos de Don Quixote e Madame Bovary. O primeiro, coitado, de tanto ler aventuras de cavalheiros que jamais existiram meteu-se pelo mundo afora, a crer-se capaz de reformar o mundo, quilha de ossos que mal sustinha a si e ao pobre Rocinante. Quanto à pobre Emma Bovary, tomou-se esposa inútil para fofocas e bordados, perdendo-se em delírios sobre bailes e amores cortesãos.

Ler realmente não faz bem. A criança que lê pode se tornar um adulto perigoso, inconformado com os problemas do mundo, induzido a crer que tudo pode ser de outra forma. Afinal de contas, a leitura desenvolve um poder incontrolável. Liberta o homem excessivamente. Sem a leitura, ele morreria feliz, ignorante dos grilhões que o encerram. Sem a leitura, ainda, estaria mais afeito à realidade quotidiana, se dedicaria ao trabalho com afinco, sem procurar enriquecê-la com cabriolas da imaginação.
Sem ler, o homem jamais saberia a extensão do prazer. Não experimentaria nunca o sumo Bem de Aristóteles: o conhecer. Mas para que conhecer se, na maior parte dos casos, o que necessita é apenas executar ordens? Se o que deve, enfim, é fazer o que dele esperam e nada mais?

Ler pode provocar o inesperado. Pode fazer com que o homem crie atalhos para caminhos que devem, necessariamente, ser longos. Ler pode gerar a invenção. Pode estimular a imaginação de forma a levar o ser humano além do que lhe é devido.

Além disso, os livros estimulam o sonho, a imaginação, a fantasia. Nos transportam a paraísos misteriosos, nos fazem enxergar unicórnios azuis e palácios de cristal. Nos fazem acreditar que a vida é mais do que um punhado de pó em movimento. Que há algo a descobrir. Há horizontes para além das montanhas, há estrelas por trás das nuvens. Estrelas jamais percebida. É preciso desconfiar desse pendor para o absurdo que nos impede de aceitar nossas realidades cruas.

Não, não dêem mais livros às escolas. Pais, não leiam para os seus filhos, pode levá-los a desenvolver esse gosto pela aventura e pela descoberta que fez do homem um animal diferente. Antes estivesse ainda a passear de quatro patas, sem noção de progresso e civilização, mas tampouco sem conhecer guerras, destruição, violência. Professores, não contem histórias, pode estimular uma curiosidade indesejável em seres que a vida destinou para a repetição e para o trabalho duro.

Ler pode ser um problema, pode gerar seres humanos conscientes demais dos seus direitos políticos em um mundo administrado, onde ser livre não passa de uma ficção sem nenhuma verossimilhança. Seria impossível controlar e organizar a sociedade se todos os seres humanos soubessem o que desejam. Se todos se pusessem a articular bem suas demandas, a fincar sua posição no mundo, a fazer dos discursos os instrumentos de conquista de sua liberdade.

O mundo já vai por um bom caminho. Cada vez mais as pessoas lêem por razões utilitárias: para compreender formulários, contratos, bulas de remédio, projetos, manuais etc. Observem as filas, um dos pequenos cancros da civilização contemporânea. Bastaria um livro para que todos se vissem magicamente transportados para outras dimensões, menos incômodas. E esse o tapete mágico, o pó de pirlimpimpim, a máquina do tempo. Para o homem que lê, não há fronteiras, não há cortes, prisões tampouco. O que é mais subversivo do que a leitura?

É preciso compreender que ler para se enriquecer culturalmente ou para se divertir deve ser um privilégio concedido apenas a alguns, jamais àqueles que desenvolvem trabalhos práticos ou manuais. Seja em filas, em metrôs, ou no silêncio da alcova... Ler deve ser coisa rara, não para qualquer um.

Afinal de contas, a leitura é um poder, e o poder é para poucos.

Para obedecer não é preciso enxergar, o silêncio é a linguagem da submissão. Para executar ordens, a palavra é inútil.

Além disso, a leitura promove a comunicação de dores, alegrias, tantos outros sentimentos... A leitura é obscena. Expõe o íntimo, torna coletivo o individual e público, o secreto, o próprio. A leitura ameaça os indivíduos, porque os faz identificar sua história a outras histórias. Torna-os capazes de compreender e aceitar o mundo do Outro. Sim, a leitura devia ser proibida.
Ler pode tornar o homem perigosamente humano.”

(Guiomar de Grammon )

Ler devia mesmo ser proibido não acham?
Mas acho que eu seria uma criminosa, não conseguiria deixar de ler e vocês?

Boa leitura para vcs!
Luz e Paz.
Bjins :P

domingo, 6 de dezembro de 2009

Rascunhando. _4

Olá meus amigos.





Faxina Geral (Patricia Mellodi )



Vou fazer uma faxina botar a casa em ordem dar um Geral
No meu coração.
Vou dar um fim na poeira lavar com mangueira a recordação.
Descongelo a geladeira arrumo as gavetas dou tudo o que é teu mudo a roupa de cama.
Troco a cor das paredes eu armo uma rede acendo um incenso incendeio o colchão.
Abro todas as janelas acendo uma vela faço uma oração pra santo antonio.
E num babydoll de cetim pronta pra só dizer sim com a casa da alma lavada escancaro o portão.
Que é pra ver se vem um novo amor, que é pra ver se sou feliz outra vez.


Não sei vocês, mas eu quando chega dezembro entro numa faxina geral, geral mesmo.
Não só limpo, arrumo e jogo fora tudo que não me serve mais e que ainda estão nas gavetas, prateleiras etc. Como faço uma limpeza nos meus sonhos, dejesos, metas e ainda dou uma conferida no que realmente me importa, me completa, me alimenta. Meu computador também não escapa e faço a limpa... excluo e bloqueio mesmo! rs


Isso sempre me ajuda, quando finalmente termino, me sinto leve e pronta para novo ano.
Que alias já está quase aí.

Para que guardar...
Roupas que não usamos mais, se alguém pode usar?
Cds com arquivos velhos que não seram mais usados?
Sapatos que já nos encomondam ... mas que em outros pés confortam?
Rancores e magoas... que só nos fazem chorar?
Amigos no orkut que nem mesmo dizem oi?
Amigos que nem mais podemos chamar de amigos?
Amores que só nos fazem sofrer?

Etc.

A lista é infinita, e cada um tem mais um item a acrescentar sempre.
Mas o que vale é o resultado...

Mas a faxina desse ano já acabou.
Agora já estou formulando e planejando o ano que vem.
Mas isso é enredo para um proxímo post.

A cruz de Malta no coração.





É gente o pesadelo acabou.
E com muito sentimento, amor, garra, vontade, trabalho voltamos para o nosso lugar.
E voltamos com honra e campeões.
Foi um ano de recontrução e pq não de faxina tb ?

Agora começa a agonia, a tristeza, a anciedade do mercado.
Quem chega? E quem sai?
Vamos torcer pelo melhor.

Agora é hora de "faxinar" para o ano que vem...
Mais uma coisa é certa: O SENTIMENTO NÃO VAI PARAR.

Boa faxina para vcs.
Luz e Paz.
Bjinss :p



quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Pontinhos... _3

-->
Oieee,
Saudades de postar aqui, mas estava com uns problemas aqui no pc, por isso fiquei longe, mas estou de volta e o post de hoje é mais do que especial.
No ultimo sábado dia 07 de novembro de 2009 os Guerreiros da Colina entraram em campo contra o Juventude no Maracanã, com a responsabilidade de ganhar a partida e assim colocar matematicamente o Vasco de volta a elite do futebol brasileiro, os torcedores prometeram festa e casa cheia. Para a alegria da nação vascaína, todos cumpriram o seu papel. E o nosso querido Vasco da Gama voltou.
Ao final da partida, aos gritos de “Oh meu Vascão voltou.” Os jogadores se abraçavam, rodavam a camisa, beijavam a cruz de malta, batiam no peito, alguns choraram. Cenas geralmente vista em finais de campeonato, mas esses guerreiros lutaram tanto contra tanta coisa que foi inevitável tanta comemoração após conquistar o objetivo maior do ano, ainda não acabou e eles sabem disso e vão em busca do primeiro lugar. A faixa que eles levaram a campo traduz muito bem como tem sido a relação de jogadores, dirigentes e torcida. O sentimento tantas vezes posto em prova, não parou um segundo se quer.
Eu assisti essa partida em casa, pela TV, mas mesmo assim não resisti a emoção, meu olhos encheram de lágrimas. Mas dessa vez as lágrimas eram de alegria, de alivio bem diferentes daquelas que não segurei em outro dia 07. Não tem como esquecer a dor daquele dia 07 de dezembro de 2008, dia em que meu amado clube caia para a segunda divisão. Tenho na memória aquelas cenas finais da partida com os torcedores cantando o hino do clube com a voz tremula. Mas agora quando eu lembrar desse dia, lembrarei da volta por cima logo em seguida.
Lembrarei da formação desse time, com jogadores desconhecidos e/ou com fama de bady boy, um time que ninguém acreditava, mas que com muito trabalho e união mostrou do que era capaz. Lembrarei desses meninos com um carinho enorme, porque souberam enfrentar tudo e todos,igual ao nosso querido Clube de regatas Vasco da Gama faz o tempo todo. Meninos que em campo se tornam Grandes, assim como a historia da camisa que vestem e defendem com toda a força.
Vou me lembrar do porque sou vascaína.
Porque somos uma torcida apaixonada e criativa, porque temos um clube de muita história. Somos Gigantes dentro e fora de campo e isso ninguém vai nos tirar.
Vencemos mais uma batalha e vamos em frente, em busca de mais conquistas, JUNTOS. Direção, comissão técnica, jogadores e torcedores. Porque o sentimento não para e o amor que é infinito, só aumenta.


Luz e Paz para todos!
Bjinsss. :p

sábado, 24 de outubro de 2009

Pontinhos... _2



Olá Amigos!
Sei que estou devendo atualizações aqui.
Mas andei sem computador e por isso não postei.
Acho que semana que vem consigo voltar a escrever.
Até lá!


Luz e Paz para todos!
Bjinsss. :p

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Rascunhando. _3


-->
Oie Amigos !
Não percam as esperanças, quem nunca ouviu isso de uma palavra amiga, num momento triste, difícil? Melhor ainda: “A esperança é a ultima que morre”, essa é unânime, todos já ouviram ou ainda vão ouvir um dia.
Mas o que afinal define esperança?
Segundo o dicionário é: Expectativa de um bem que se deseja: a esperança é grande consoladora. Então todos devem ter esperança, pois todos querem alguma coisa, uns querem mais, outros menos, mas todos querem.
Esperança é fundamental, mas não funciona sozinha, é preciso trabalhar, correr atrás daquilo que se quer procurar fazer tudo que está ao seu alcance para que aquela sua meta possa ser alcançada. Não basta só acreditar, é preciso agir.
Se cada um fizesse a sua parte viveríamos com certeza num mundo melhor, e não precisaríamos viver da esperança de um dia viver num mundo ideal. É preciso agir para que essa esperança se concretize. Acreditar é preciso, mas não basta.
Lista de esperanças:
- Um mundo melhor.
- Que meu Rio de Janeiro realize o direito conquistado sexta feira, os de realizar os jogos olímpicos de 2016, com muito êxito.
- Que a violência nos estádios de futebol acabe.
-
E vocês tem esperança de que ?

A cruz de Malta no coração.

Neste sábado o Vasco entrou em campo embaixo de muita água e até granizo. Após uma espera de mais de uma hora e de muito esforço dos funcionários do Bragantino o arbitro autorizou o reinício da partida. Mesmo não jogando em condições ideais o time da colina mostrou garra e vontade e criou algumas chances, mas a partida terminou mesmo 0 a 0. O jogo não rendeu gols, mas fez a alegria dos fotógrafos, que puderam retratar imagens lindas.


Até mais Amigos.
Luz e Paz para todos!
Bjinsss. :p

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Rascunhando. _2

-->
Olá Amigos!
Há muito queria fazer mais um post, mas não encontro o assunto ideal.
Não que esteja faltando tema, pelo contrario tem muitos até.
O difícil vem sendo conseguir desenvolver um.
No post passado, acabei fazendo um desabafo, camuflado, mas desabafo.
As vezes é bom colocar para fora, cada um faz de um jeito, os meus sempre acabam num papel, no Word e agora aqui no blog. Ao final das palavras escritas me sinto sempre mais leve, e sempre foi assim. Parece que me sinto mais segura escrevendo, do que falando não sei explicar. Sempre que faço uma faxina no meu quarto encontro muitas folhas com algum tipo de desabafo, e não resisto e paro para reler é como se eu estivesse me redescobrindo.. Outra coisa que tenho também são cartas envidas por amigas, naquela fase de adolescência, essas geram grandes gargalhadas. Escrever para mim é quase que uma terapia, se terapia for o que eu acho que é.
Tem uma música do Leoni que eu gosto muito que diz assim: “Guardo para te dar as cartas que eu não mando... conto por contar e deixo em algum canto”. Nem sempre é preciso que a pessoa para quem você estava escrevendo leia.
Colocar nas linhas aqueles pensamentos, opiniões as vezes ate xingamentos já é o suficiente para que eu me sinta muito bem.
A cruz de Malta no coração.

É o Vasco perdeu, conseqüência das atuações medianas que vinha fazendo, com vitorias, é verdade, mas as partidas não vinham convencendo. Sei que são capazes de muito mais. As vaias durante a partida podem até dar uma ajuda, e a torcida tem o direito de se posicionar e cobrar. Mas acho que pegaram um pouco pesado, ao vaiarem com muita vontade no fim do jogo.
Existem muita garra e vontade naquele time, já mostraram isso. Vamos torcer para sábado eles voltarem a campo com aquele sentimento que tanto falamos, e que a nossa torcida, mesmo que fora de casa possa fazer mais uma linda festa.
Até mais Amigos.
Luz e Paz para todos!
Bjinsss. :p

domingo, 27 de setembro de 2009

Rascunhando. _1

-->
Oie Amigos!
Confiança segundo o dicionário quer dizer: Esperança firme em alguém, em alguma coisa: ter confiança no futuro; Sentimento de segurança, de certeza, tranqüilidade, sossego daquele que confia na probidade de alguém.
Diante do significado dessa palavra tão exigida em qualquer relação, só posso entrar para o time que defende que a confiança é a base de tudo e para tudo.
Ou alguém já conseguiu ser amigo de alguém sem confiar nele? Ter uma linda historia de amor, sem que a confiança fosse posta a prova a todo instante? Que seu trabalho fosse bem realizado gerando seu sucesso sem que seu chefe confiasse em você?
Em fim em qualquer relação seja ela de qualquer espécie, profissional ou pessoal, a confiança precisa estar presente e com certeza tem papel fundamental e cabe a nos provar e mostrar ao outro que somos dignos de confiança. Para se destruir a confiança conquistada não é preciso muito, mas para reconstruí-la é preciso trabalho triplicado. Então se você tem a confiança de alguém se esforce para manter, por que quando perder vai ficar difícil para ter de volta.
Descobrir depois de muitos pesadelos e imaginação que nada aconteceu graças a confiança que construímos, é bom demais e não há dinheiro que pague e nem coração que segure as lágrimas.
Não sei se conseguiu passar o que aprendi, com uma experiência pessoal, mas estou certa que tentei e para concluir e até resumir digo que confiar é muito mais que ter segurança, certeza e tranqüilidade como diz o dicionário. Para mim é ter Tudo, e diante da falta da mesma é ter Nada.
A cruz de Malta no coração.

Ontem o time da colina entrou em campo contra o Duque de Caxias que luta para permanecer na segunda divisão. O placar foi magrinho e a atuação não foi das melhores. Mas o gol do Carlos Alberto, prometido para o filho Lucca finalmente saiu, e manteve o Vasco com os seis pontos na frente do segundo colocado. O próximo jogo será em São Januario na próxima terça feira contra o Figueirense, de volta ao Caldeirão jogadores e comissão pedem o apoio de sua torcida para que tenhamos mais um bom resultado. O sentimento não pode parar.

Voltando rapidamente ao primeiro assunto, confiança está presente o tempo todo nessa jornada tão bem escrita ate agora pelo Time Vasco da Gama. Não só a confiança que diretoria tem na comissão técnica, que tem também no elenco que é claro a torcida passou a confiar no conjunto por isso vem apoiando o tempo todo. Confiança também está na receita da grande campanha do Vasco esse ano.
Confie e seja confiável com quem te rodeia.
Até mais Amigos.
Luz e Paz para todos!
Bjinsss. :p